As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
Sombras e Luz, Livro 1 - Rubor
Favorito
Sombras e Luz, Livro 1 - Rubor
Papel
16,00
ComprarComprar
Ebook
5,00
ComprarComprar

Detalhe
Editora:
Primeiro Capítulo
Data de publicação:
2022-04-26
Páginas:
506
Género:
Ficção
Idioma:
PT
Sinopse

À sua frente, bem como atrás de si, nada mais além da escuridão. Mas de alguma forma ele sentia que não estava verdadeiramente sozinho, parecia-lhe que algo mais estava ali. Sentiu então a presença de mais alguém, ou alguma coisa. Olhou para trás e viu uma forma humana, envolta nas sombras e que rapidamente ele viu que essa figura não estava só encoberta pela escuridão, ela própria fazia parte das sombras que ali reinavam. Nico conseguia ver um ténue contorno e percebia-se aos seus olhos uma forma algo selvagem de um ser humano, cabelo grande, rebelde e desgrenhado, alguma da musculatura bastante desenvolvida e imponente. Mas o que mais o surpreendeu foram os olhos daquela figura, completamente vermelhos. Olhou directo nos olhos de Nicodemus e ouviu-se um ligeiro riso de desprezo. - “Tu sabes quem eu sou, precisas constantemente de mim, porque não me deixas ajudar-te? Da mesma forma como já precisaste do meu auxílio antes.” - Não, nunca mais irei cometer o erro de satisfazer os teus desejos, nem te darei oportunidade para te libertares e tomares controlo de mim. A sombra colocou a sua mão negra no pescoço de Nico, num movimento rápido e forte. E apertou, cada vez mais e mais. Nicodemus sentia a pressão que aquela mão fazia, agora de cor escarlate. Facilmente ele poderia sucumbir perante tal oponente, mas de alguma forma ele sabia que isso não iria acontecer. - “Quem pensas tu que és? Não passas de uma carcaça amedrontada e patética. Eu é que sou a parte poderosa entre nós os dois. Eu é que nos mantive vivos estes anos todos. Admite, sem mim, tu não és nada! Não tens capacidade nem instinto para sobreviveres, para te ajudares a ti mesmo, quanto mais para ajudar quem quer que seja!” Nicodemus agarrou no braço da sombra que lhe apertava o pescoço, com a sua mão esquerda e com a direita imitou o seu oponente, colocou-a na garganta do seu adversário. - Eu já te controlei e prendi há muito tempo, não vou deixar que voltes, não vou permitir que me roubes a alegria de viver, não quero viver com medo do que possa acontecer a mim e aqueles que me rodeiam... NÃO VOU!

Leituras semelhantes
Onde mora a saudade
Favorito
Onde mora a saudade
Amaro C. Pereira
12,00
The Walnut Shell
Favorito
The Walnut Shell
Luiz Cesar Peres
13,00
O emprego
Favorito
O emprego
José Manuel Roque
14,00
Até sábado
Favorito
Até sábado
Paula Carvalhais
12,00
Meados de Vida em Janeiro
Favorito
Meados de Vida em Janeiro
Natanael Paula
12,00
Simbiose - Um novo destino
Favorito
Simbiose - Um novo destino
Alexandre Cabral
14,00
Seis meses no teu coração
Favorito
Seis meses no teu coração
Yasmine Figueiredo
12,00
Guerrilheiro à força
Favorito
Guerrilheiro à força
Álvaro de Castro
16,00
Estrada Branca - À sombra de dois ciprestes
Favorito
Estrada Branca - À sombra de dois ciprestes
Matilde Zagalo Oliveira
12,00
O passado me condena
Favorito
O passado me condena
Fernandes Alexandre
14,00
As mulheres, o amor e a fruta
Favorito
As mulheres, o amor e a fruta
Margarida Menezes
14,00
Genese
Favorito
Genese
Nicolly Ribeiro
14,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias